Never Say I love You
“Preciso de sentimentos, pessoas que se interessem, seres humanos que permaneçam em minha vida. As pessoas que rondam essa terra nos dias desajustados de hoje, não se interessam em criar vínculos; não se preocupam nem se for da boca pra fora, perguntar se o outro esta bem. Aonde vamos parar? Aonde vamos chegar com isso? Dar bom dia, dar um sorriso, dar um beijo, ou demonstrar qualquer outro tipo de afeto faz bem ao coração, desentope as artérias e o funcionamento do cérebro é significativamente melhorado.”
Bárbara Guerrero.     (via vonese)
“Sinais de angústia: bafo, cervical invertida, vontade de sentar o tempo todo pra dar uma descansada de ter nascido, dedos sendo estalados com certo vício, queixo inseguro e uma vontadezinha de suicídio escondidinha láááá no último dente.”
Tati Bernardi. (via thiaramacedo)
“— Ter filhos é negócio de mulher , eu sei […] — Criar filhos é negócio de mulher . Cuidar da casa é negócio de mulher .Sofrer calada é negócio de mulher . Pois fique sabendo que esta revolução também é negócio de mulher .”
— O tempo e o vento - O continente parte I (via bibliotecadostrechos)
“Como o tempo custa a passar quando a gente espera! Principalmente quando venta. Parece que o vento maneia o tempo.”
Erico Verissimo, no livro “O tempo e o vento - O continente” (via temploculturaldelfos)
“O tempo passou. Dizem que o tempo é remédio pra tudo. O tempo faz a gente esquecer. Há pessoas que esquecem depressa. Outras apenas fingem que não se lembram mais…”
— O tempo e o vento - O continente 2 - Erico Verissimo (via juliasramalho)
THEME -